Filososfias do ponto de ônibus


O texto abaixo faz parte do projeto PH Poem A Day, do blog Central da Leitura.
Caso não esteja vendo o texto, clique em mais informações logo abaixo.

     — Posso te fazer uma pergunta?
     — Depende.
     — Depende de quê?
     — Se sua pergunta realmente precisa ser feita e, posteriormente, se ela merece uma resposta.
     — Como assim?
     — Se você não sabe talvez não devesse perguntar.
     — E se a pergunta não precisasse ser feita e ela, ainda assim, merecesse uma resposta?
    — Então você teria de encontrar outra maneira de obter essa resposta. Já parou para pensar que algumas respostas acabam não vindo do jeito que você queria só porque você acabou por fazer uma pergunta que não deveria ser feita?
     — Não.
    — Pois bem. — ela fez uma pausa — Gestos. A melhor forma de conseguir uma resposta é com surpresas caladas.

2 comentários:

  1. O tema filosofia é sempre atraente, não é mesmo? Adorei a forma como a confusão se apossou da pessoa que queria perguntar algo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, filosofias atraem todos os olhos. HEh.
      Fico feliz que tenha gostado da forma como o texto foi tratado. E agradeço. :D

      Excluir

Deixe a sua opinião! Ela é muito importante para mim.

© Giulia F Ferreira - 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: Giulia F Ferreira. Tecnologia do Blogger.