Caderno de anotações

Olá visitantes de segunda-feira!
O tema de hoje trata de algo bastante pessoal que, imagino, muitos de vocês consigam entender. É só clicar em mais informações assim que estiver pronto.

Anotei, entre tantas coisas, minhas paixões e pesadelos. Abro aleatoriamente uma página qualquer. Tanto faz qual seja contanto que ela esteja em branco. Escrevi meus versos mais uma vez, e grifei com marca texto lilás. Toda a minha existência lá grafada, entre letras miúdas e garrafais. Ontem, em uma noite sem dormir, contei a ele meus medos vez e mais vez. Meus motivos de insônia. Hoje de manhã, completo sua última página. Vai deixar saudades. Guardei com carinho, meus rabiscos em caneta preta; misteriosa capa vermelha, folhas ligeiramente amareladas, o meu amigo que não fala.

2 comentários:

  1. Estude como é seu objetivo se qualifique, o sistema social tem as suas determinações, mas vejo pelo que vi no perfil, que é latente e escreve com espontaneidade, gosta do que faz com prazer e se me permite o sinal esta verde para voce, tens muito tempo para sacramentar o que ja é , escritora.
    Desejo sucesso com as bençãos divinas. Bjo no coração que é lugar de sentimentos nobres.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Primeiramente, obrigada pela visita. Depois, muito obrigada pelos elogios e conselhos, serão atentados e guardados com muito carinho e afeto. A opinião daqueles que me leem é a mais importante dentre todas, e sua confiança, junto a de muitas pessoas, me impulsiona a continuar firme e forte.
      Estamos entre escritores, e tudo o que é desejado, se recebe de volta. Sucesso em sua, em nossa, empreitada.

      Excluir

Deixe a sua opinião! Ela é muito importante para mim.

© Giulia F Ferreira - 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: Giulia F Ferreira. Tecnologia do Blogger.