#2 Inspire-se: Pessoas

Olá, seres humanos e não-humanos!
Aqui estamos de volta à segunda primeira quinta-feira do ano (como? pode repetir?), desta vez para transformar uma coisa banal na sua vida em fonte de inspiração.
Pois bem, sendo você um dos meus leitores humanos ou um dos não-humanos, é fato inegável que deve ter pessoas por aí, onde você vive. Estou certa? Não? Bem, melhor prosseguir. Para se inspirar comigo, é só clicar em mais informações abaixo.

Primeiro de tudo aqui, é bom que você saiba que deve deixar suas travas desligadas. Simplesmente não se prive de fazer coisas que podem ser consideradas miguba.

Mi-gu-ba adjetivo 1. Que não seria muito educado, mas não necessariamente errado, se ninguém souber que você está fazendo isso. 2. Uma palavra inventada porque errado não era bem o adjetivo que a autora estava procurando.

Sério, se existir alguma palavra em português para isso, me avisem. O__O Podemos continuar?

Da próxima vez que estiver no ponto de ônibus ou então morrendo de calor em alguma das filas do comércio de Bangu (ou então parado em qualquer lugar em que você não queria estar, seja onde for), olhe para as pessoas ao redor.
Mas não olhe como quem nada quer. Olhe com curiosidade! Quem é aquela pessoa? O que ela está falando? Qual a vida dela? Mas, calma. Não estou lhes dizendo para descobrir isso, pelo contrário. Invente. De acordo com o que está vendo, o que essa pessoa vai fazer depois que sair dali? O que raios ela está fazendo ali?

Certa vez, eu encontrei um sátiro em uma festa que fui.
Ah, também teve uma vez que estava no carro com meus pais e passou um veículo com uma agente da FISB (Força de Inteligência Secreta Brasileira) ao lado. Cá entre nós, ela estava bastante encrencada. Sério, ela não podia dar alarde da sua missão para nós civis, e estava parada no engarrafamento a poucos metros do alvo sem poder fazer nada. Era a última chance dela de se redimir de uma série de missões falhas.

Então, não tenha medo de observar. Como aquela pessoa se porta, o que ela está fazendo, as roupas que ela usa… O máximo que pode acontecer é essa pessoa perceber e você ter alguns probleminhas. HEhe.
Nunca aconteceu comigo, gente. Eu juro. Não ainda.
Mas, sinceramente? Não dá pra se inspirar sem um pouco de risco e todo mundo já fez isso alguma vez na vida. Vai dizer que você nunca prestou atenção nas conversas das pessoas ao redor quando estava na praia?

Um comentário:

  1. Adoro fazer isso com a pessoa do meu lado no ônibus. Já encontrei demônios, viajantes do tempo, robôs disfarçados e um ruivo tentando roubar a alma do motorista. Mina de inspiração! XD
    Maria S. Hohl (porque a conta do google não quer logar)

    ResponderExcluir

Deixe a sua opinião! Ela é muito importante para mim.

© Giulia F Ferreira - 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: Giulia F Ferreira. Tecnologia do Blogger.