Verde

Hey, humanos e não-humanos! Prontos para mais uma semana?
Bem, o texto de hoje é sobre uma cor muito bonita e especial, mas você já deve saber por conta do título, certo? Hehe.
Você vem comigo?

Dentro de casa, as paredes são azuis, mas basta dar uma espiada pela janela para ver a única coisa mais relaxante que a cor da poesia. Básico, em uma cor que são várias, de início ao meio sem ter fim exato.
As árvores balançam com os ventos que anunciam mais uma tempestade. Seu som é reconfortante, como a sua cor.
Brilhante, pulsa sob a luz do Sol.
É tudo e nada. Esperaça e o “eu desisto”. Vida e morte.
É só. É simples.
É natureza.
É verde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião! Ela é muito importante para mim.

© Giulia F Ferreira - 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: Giulia F Ferreira. Tecnologia do Blogger.