Dor no pé

qwrgrewg

Olá, seres humanos e não-humanos!
Mais uma segunda-feira e, com esse dia tão lindo e fatídico (hehe), vem um texto. Hoje, o tema sugerido foi brinquedos, mas o resultado foi um pouco mais inusitado do que eu planejei. Quer conferir? É só clicar em mais informações.

Desci as escadas apenas para pisar nas rebarbas de mais uma tampinha das garrafas de cerveja de vidro. Dei um grito de raiva, amaldiçoando o ser humano maldito que deixou aquilo lá. Pois pisem em uma para ver se não dói!
Pulando em um único pé, me desloquei até o sofá próximo, dando graças aos deuses por não ter sido uma peça de lego aquilo em que eu pisei, ou nunca mais andaria na vida de tanta dor.
Não consegui reprimir uma risada interna, refletindo aquele pensamento absurdo. Mas era verdade, oras. Poucas coisas na vida doíam tanto quanto pisar em uma peça de lego. De um minuto para o seguinte, o que estampava meu rosto deixou de ser uma expressão de dor e passou a ser um sorriso nostálgico. Ah, a infância! Desde cedo éramos ensinados a ser tudo o que queríamos em meio às pecinhas coloridas de montar e caixas de papelão.
Lembro que tive um pensamento parecido quando me mudei da casa de meus pais e martelei meu dedo enquanto tentava prender um quadro na parede. Ainda bem que fui treinado para aguentar a dor pisando em peças de lego. Pensamentos mais perturbados, os que tenho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião! Ela é muito importante para mim.

© Giulia F Ferreira - 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: Giulia F Ferreira. Tecnologia do Blogger.